Campanha Eleitoral 2012

Veja se eu não sou meio pancada?  Sim, porque eu gosto de assitir programa político em época de eleições e isso não é uma coisa muito normal, não é? 

Não tem outra: todo o ano eleitoral eu faço questão de assistir aos prováveis candidatos a cargos públicos.  Não estou falando dos cargos principais, como prefeito, governador ou presidente, mas de deputados e vereadores, principalmente esses últimos.

Me lembro da vez em que chamei a atenção do povo de casa para isso.  Na hora da propaganda, a tendência natural da gente é, infelizmente, trocar de canal, porque no geral, é tudo muito chato e repetitivo, porque a cara de pau dos postulantes é muito dura e todos, absolutamente t-o-d-o-s os candidatos prometem as mesmas coisas: habitação, segurança, saúde, educação, emprego.

Eu digo "infelizmente" porque eu acho que nós, povo brasileiro, ainda temos alma infantil em termos de eleições.  Não sei exatamente o que aconteceu desde o fim da ditadura e o recomeço da democracia, mas parece que permanecemos num estado constante de letargia, que reflete na eleição de figuras que sabemos que vão nos roubar e não serão punidas.  Acho que ainda falta uma consciência do poder do voto, que ainda está em nossas mãos, mas talvez o que paira mesmo é a certeza da impunidade, principalmente dos governantes, que sempre se safam de algum condenação, nunca são presos ou devolvem o dinheiro que desviam.

Enfim, de tanto eu insistir acabei convencendo meu pessoal a assistir o que eu considero um verdadeiro programa de comédia.  São pessoas dos mais diversos recantos do país ou da cidade, com nomes, caras e bocas dos mais bizonhos que fica até difícil de acreditar que sejam de verdade.  Eu sei que no começo é difícil, o estômago reclama, mas depois que a gente se acostuma, fica mais fácil encarar as propagandas eleitorais.

Dê uma olhada no que vem por aí.


E se você acha que é mentira, clique aqui.

Esse é o resultado de se viver  num país livre, onde todos podem se candidatar.  Por outro lado, a quantidade de partidos que são criados a cada ano é simplesmente absurda.  Quem dera aqui fosse como nos EUA, onde só existem 2 partidos: Democratas e Republicanos e ponto final.  Acho que assim as coisas seriam mais transparentes e não haveria essa profusão de gente concorrendo a cargos públicos.

Mas voltando aos candidatos, esses são apenas alguns, dos vários milhares de candidatos. Não é uma questão de imagem, mas, me diga: como ter alguém que se chama "Xota Oi Meu Bem" como vereador?

Lembre-se que o primeiro turno é no domingo, dia 7, então, vá logo procurando seu Título de Eleitor, porque agora é obrigatório apresentá-lo.  Enquanto isso, aproveite essa última semana e assista à propaganda política, uma ótima oportunidade para se distrair e escolher em quem NÃO votar!

E viva a democracia!!!!!