Recall Modelo Davi, Ano 2009



Está marcada para amanhã a cirurgia para fechamento da fístula no piu-piu do Davi.  Como havia comentado aqui, na última cirurgia que construiu o canal da uretra acabou que abriu uma fístula no mesmo lugar onde o canal terminava e Davi continuou a urinar praticamente pelo mesmo lugar.

Desde então - julho de 2011 até semana retrasada - foram feitas dilatações mensais, a fim de que o canal já construído não fechasse, o que seria péssimo, pois teríamos que começar do zero novamente e  no caso de hipospadia quanto mais remendo, pior fica.  O ideal era fazer a dilatação a cada 15 dias, mas eu não iria aguentar levar meu filho para o centro cirúrgico e vê-lo anestesiado em intervalos tão curtos.  Apesar de todo o cuidado da equipe médica - Dr. Martinelli, Cristina (instrumentadora) e Dr. Flávio (anestesista), além das enfermeiras, o processo é desgastante para mim e muito doloroso para o Davi.   Além do Dr. Martinelli a cirurgia será feita também pelo Dr. Clodoaldo, que da primeira vez só participou observando.

Olha, se me lembro bem, da última vez eu acho que chorei muito, mas foi antes da cirurgia, porque quando eu entro naquele centro cirúrgico parece que o Dr. Spock toma conta de mim e congela minhas emoções.  Claro que assim que dou de cara com Davi lá, em cima da maca desacordado, eu tenho vontade de desabar, mas quando os procedimentos começam, aí eu desvio minhas atenções para aquilo que está sendo feito. E é assim que estou agora, mas sei que amanhã Dr. Spock vai me ajudar a controlar minhas lágrimas. Tudo bem que depois que passa parece que eu carreguei o mundo nas costas, porque eu fico muito desgastada.

Existe uma pequenina, pequena mesmo possibilidade de que fique uma fístula menor ainda, o que significaria outra cirurgia para que Davi pudesse fazer xixi normalmente, ou seja, pelo cabeça do piu-piu, como fazem os portadores dessa genitália (ui!).  Claro que eu espero que isso não aconteça, mas acho, ACHO, que estou preparada para esperar mais um pouco.  E como eu já mencionei anteriormente, se tudo der certo, será feita outra cirurgia para retirada do excesso de pele que acompanha o piu-piu do meu moleque.

No mais, é caminhando e cantando e seguindo a canção, porque quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

E como dizia o saudoso Ibrahim Sued, ademã que eu vou em frente!