O barato da barata

As pragas urbanas estão aí para nos lembrar quem é que domina o planeta, e que por mais que tentemos nos prevenir, elas acabam encontrando algum ponto frágil para nos atacar. 

Daí que apareceu uma baratinha na parte de baixo da pia.  Uma, não.  Algumas, pequenas, porém, tão indigestas quanto suas irmãs mais velhas cascudas e voadoras.  Não tenho medo desses bichos, só nojo, mas elas dão um pouco de trabalho, já que tenho que escaldar a louça e providenciar dedetização geral e irrestrita.


Aí, eu, que sou uma pessoa meio exagerada, não me contentei em apenas dedetizar e resolvi dar uma repaginada em toda a parte inferior da pia.

Ainda estou nesta primeira parte da pia, onde ficam as panelas, que já recebeu massa, silicone e tinta.  Em breve, parto para as portas, ou seja, lixar e pintar e, por último, ataco as gavetas para também serem lixadas e pintadas.



Essas coisas levam tempo, pois só consigo fazê-las nos fins de semana, entre as tantas outras tarefas domésticas que me aguardam a semana inteira para serem executadas, como organizar roupas, limpar a casa, ir ao mercado, fazer cupcakes para o Davi e parar tudo isso para.. montar um quebra-cabeças com ele.


Estimo que todo esse trabalho irá durar até o final de abril, considerando os fins de semana que terei disponíveis para executá-lo, porque em algumas situações eu tenho que deixar essas coisas de lado para curtir a vida com a família, não é?

E enquanto passa o tempo de secagem entre demãos de tinta, vou fazendo outras coisinhas que em breve irei postar, inclusive o processo deste armário.

Agora.... cadê as águas de março fechando o verão???