Craftices: Baú de Palha

Há muitos e muitos anos, numa galáxia muito, muito distante, eu comprei esse baú de palha para colocar nem me lembro o quê.  O que sei é que ele estava lá com essa cara de pamonha, guardando algumas tralhas de tempos idos.  Esse baú ficava num cantinho ao lado do guarda-roupa e era foco de um constante mafuá.  Minhas brigas com ele eram inglórias, afinal,  o pai do Davi  "certas pessoas" insistiam em jogar naquele canto blusas, shorts, camisas, bermudas e o que mais houvesse.  Sim, eu também colocava algumas coisas em cima dele, mas alguém tem que ser o vilão dessa história, não é?








Como os brinquedos do Davi estavam dominando praticamente todo o território da sala, resolvi repaginar o baú a fim de comportar as tranqueiras do moleque, de forma também que ele harmonizasse com o ambiente.  Não queria algo que indicasse que havia brinquedos ali dentro, portanto, não escolhi nada infantil, pelo contrário, a minha ideia é que ele sirva futuramente para algum outro fim, mesmo que seja como assento (hahaha, até parece que ele irá viver vazio um dia...).

Antes de pintá-lo, o marido retirou a tampa e passou uma lixa básica, a fim de remover o verniz que ainda existia (maridos são ótimos lixadores, sabe...).  Depois de perceber que 1 lata de tinta spray vermelha não seria suficiente para cobrir as partes interna e externa, aproveitei que eu ainda tinha um pouco de tinta spray branca e comecei a pintar a parte interna, do baú e da tampa.  Na parte externa, usei toda a lata do spray vermelho, que acabou passando um pouco para a parte interna, mas aí, Inês já era morta e fui adiante.  Retirei aquele tecido medonho de cor-de-burro-quando-foge que cobria a tampa junto com um pedaço de plástico grosso igualmente horroroso, aproveitei que havia uma espuma bem fininha por baixo e cobri com uma chita "linda de viver" (r.i.p. Hebe!).  Depois passei cola diluída com um pouquinho de água, para fixar e não desfiar o tecido.  O marido trocou as dobradiças, que acabaram se quebrando pois eram de latão e foram "pregadas" e colocou outras novas, dessa vez com parafusos, e reinstalou a tampa.

O resultado foi esse:








Ó, eu gostei, gostei muito e muito.  Ficou bem alegre, com cara de "Gabriela, Cravo e Canela", uma coisa "linda de viver".  Como a sala ainda está meio bagunçada, ele fica, por ora, em frente à porta de acesso à varanda.  Existe um outro baú, também de palha e maior do que esse, então a ideia é, também, reformá-lo para alocar outros brinquedos do guri e tentar, eu disse,  t-e-n-t-a-r colocar um mínimo de ordem nessa birosca.


Ah, sim, minha fonte de inspiração foi o blog da Marilza, o Minha Casa + Colorida, cujo link está também aí ao lado.  Ela entende tudo de cor e suas artes são simplesmente lindas, cheias de vida e alegria.  Não tem como não se apaixonar pelas artices dela.  Dê uma olhada e você vai cair de amores.



O horário de verão terminou. Que Deus seja louvado. Amém!