Craftices: Gaiola e pássaros de tecido

Eu nunca gostei de bicho preso, principalmente de pássaros.  Acho que, pela lógica, se eles foram criados com asas, é para que voem e ninguém irá me convencer de que existem pássaros que são domesticáveis a ponto de terem que ficar presos em gaiolas.

O vizinho da frente tem um pássaro preso na gaiola, que fica na varanda e coberta com uma capa. Pergunto: qual a explicação para isso, além de pura maldade com o bicho?  Se ele - o passarinho - já não pode voar como deveria, ainda tem que ficar na escuridão?  Minha conclusão é que a pessoa que prende pássaro, na verdade, está satisfazendo sua frustração por não poder e saber voar.

Me lembro de que quando era pequena, meu ex-padrasto havia levado um pássaro para o barraco onde morávamos.  Era uma gaiola bem grande e como todos ficaram praticamente fora o dia inteiro, o bichinho ficava duplamente preso - na gaiola e no ambiente - recebendo todo o calor que batia nas telhas de amianto. Não foram poucas as vezes em que eu cheguei e vi o bichinho com o bico aberto, morrendo de sede e de calor, e quando eu enchia o compartimento de água, era um alívio só, para ele e para mim.

Pois que outro dia, já noite e eu chegando em casa, um morador da rua abre seu portão e coloca 3 gaiolas na calçada, para serem levadas pelos lixeiros.  Não deu outra, perguntei educadamente a ele se poderia pegar uma delas para artesanato.  Ele, claro, concordou e eu, pensando nos pássaros que ali haviam morado e que já deviam ter recebido sua alforria, fiquei com pena de não ter podido levar as outras duas gaiolas.  Nessas horas eu tenho que me conter, senão a casa entulha, né.


Não é nenhuma ideia fabulosa, encontrei várias imagens assim na "Tia Net", então, decidi fazer uma gaiola com pássaros de tecidos.

A gaiola, claro, estava bem sujinha de caca de passarinho.  Imagina a maldade de novo: o bicho fica preso e tem que fazer suas necessidades dentro da sua prisão.


Enfim, depois de alguns bons jatos de água e uma esfregada com uma escova de dentes, a gaiola já estava apta para receber boas rajadas de tinta spray.  Usei a cor branca, porque era o que eu tinha e para ficar um pouco neutra e destacar os pássaros.

Esses pássaros entraram na minha cabecinha assim que os vi, na Tia Net também, e sua confecção é um pouquinho chatinha, mas eles ficam lindos. Testei colocar olhinhos mas eles ficam melhores assim, sem nada.  Fiz 4, coloquei 3 dentro e 1 fora da gaiola.  Aproveitei também uns coraçõezinhos que sobraram da última guirlanda, que costurei com uma sianinha.


No final, retirei a porta da gaiola, pois que, apesar de serem artesanais, esses pássaros são livres, leves e totalmente soltos, assim como todos os pássaros devem ser (com exceção dos pombos, que são uma horrorosa praga urbana e que eu apenas detesto).






O molde e o PAP dos pássaros estão aqui.